Às vezes queremos abrir uma porta e sair da nossa própria vida. Queremos deixar de sentir, deixar de amar, só por que achamos que não vamos mais suportar. Então decidimos mudar de vida, ou pelo menos tentar.
Às vezes decidimos por caminhos que pensamos ser fáceis, mas logo vemos o quão enganados estávamos. Optamos por remover pessoas, apagar lembranças, mas, mesmo assim, é quase impossível esquecê-las.
[[MORE]]
Às vezes queremos dar o melhor de nós mesmos, mas duvidamos da nossa real capacidade. Achamos que nossos esforços não valeram de nada, achamos que perdemos tempo demais tentando. Mas não é assim que funciona.
O nosso maior erro, é duvidar de nós mesmos, de quem somos. Ninguém nasce sabendo viver, o tempo é quem nos ensina como devemos ser. E nisso, não devemos nos deixar enganar por palavras de outras pessoas. Cada um é cada um e ninguém é igual.
Se soubermos ser nós mesmos, assim como nascemos, saberemos dar o melhor de nós mesmos, e saberemos viver sem escorregar, mesmo que o caminho esteja molhado por causa dos dias de tempestade.
© Antônio Reis

Às vezes queremos abrir uma porta e sair da nossa própria vida. Queremos deixar de sentir, deixar de amar, só por que achamos que não vamos mais suportar. Então decidimos mudar de vida, ou pelo menos tentar.

Às vezes decidimos por caminhos que pensamos ser fáceis, mas logo vemos o quão enganados estávamos. Optamos por remover pessoas, apagar lembranças, mas, mesmo assim, é quase impossível esquecê-las.

Às vezes queremos dar o melhor de nós mesmos, mas duvidamos da nossa real capacidade. Achamos que nossos esforços não valeram de nada, achamos que perdemos tempo demais tentando. Mas não é assim que funciona.

O nosso maior erro, é duvidar de nós mesmos, de quem somos. Ninguém nasce sabendo viver, o tempo é quem nos ensina como devemos ser. E nisso, não devemos nos deixar enganar por palavras de outras pessoas. Cada um é cada um e ninguém é igual.

Se soubermos ser nós mesmos, assim como nascemos, saberemos dar o melhor de nós mesmos, e saberemos viver sem escorregar, mesmo que o caminho esteja molhado por causa dos dias de tempestade.

© Antônio Reis