Eu sei que palavras não servirão, eu sei que te machuquei, e te peço perdão. Errei sim, como um humano pode errar quando está machucado pelas circunstâncias da vida.  Muitas vezes dizemos coisas, ou até mesmo fazemos algo que dói nas pessoas. E sei que fiz algo que te magoou muito. Eu sei que sem querer, lancei uma bomba sobre nossa amizade. Eu sei que ela está em pedaços.
[[MORE]]
Mas eu quero que entenda que a gente erra. Eu como qualquer um, tenho defeitos e qualidades. Por mais que eu queira, eu não posso voltar no tempo e evitar ter feito o que fiz. Meu coração queria um tempo no meu canto, e foi isso que eu fiz. Mas eu não sabia que esse tempo, iria criar uma enorme cicatriz no meu peito. Eu estou sentindo lá no fundo do coração, como é ser rejeitado, como eu rejeitei. Como é ser abandonado, como eu abandonei.
Talvez as coisas nunca mais voltem a ser como eram, e isso me dói. Mas agora, com o meu erro, eu tenho que aceitar. Afinal, eu estou pagando pelo erro que eu mesmo cometi. A sua frieza é minha culpa. A sua dor é minha culpa. A sua mágoa é minha culpa. Minha vida não tem sentido sem você, me perdoa e esqueça o que aconteceu. Me dê essa chance de recomeçar e consertar o meu erro, por favor! Este não é um texto qualquer, este é meu grito de desespero e de dor, em busca do seu perdão!
© Antônio Reis

Eu sei que palavras não servirão, eu sei que te machuquei, e te peço perdão. Errei sim, como um humano pode errar quando está machucado pelas circunstâncias da vida.  Muitas vezes dizemos coisas, ou até mesmo fazemos algo que dói nas pessoas. E sei que fiz algo que te magoou muito. Eu sei que sem querer, lancei uma bomba sobre nossa amizade. Eu sei que ela está em pedaços.

Mas eu quero que entenda que a gente erra. Eu como qualquer um, tenho defeitos e qualidades. Por mais que eu queira, eu não posso voltar no tempo e evitar ter feito o que fiz. Meu coração queria um tempo no meu canto, e foi isso que eu fiz. Mas eu não sabia que esse tempo, iria criar uma enorme cicatriz no meu peito. Eu estou sentindo lá no fundo do coração, como é ser rejeitado, como eu rejeitei. Como é ser abandonado, como eu abandonei.

Talvez as coisas nunca mais voltem a ser como eram, e isso me dói. Mas agora, com o meu erro, eu tenho que aceitar. Afinal, eu estou pagando pelo erro que eu mesmo cometi. A sua frieza é minha culpa. A sua dor é minha culpa. A sua mágoa é minha culpa. Minha vida não tem sentido sem você, me perdoa e esqueça o que aconteceu. Me dê essa chance de recomeçar e consertar o meu erro, por favor! Este não é um texto qualquer, este é meu grito de desespero e de dor, em busca do seu perdão!

© Antônio Reis